Com regras que defendem a tranquilidade e a paz das 22h às 6h, muitos bares e restaurantes que oferecem música ao vivo estão fechando as suas portas por não respeitarem a Lei do Silêncio. E as reclamações são plausíveis, pois, geralmente, elas vêm de pessoas que desejam ter uma boa noite de sono e são impedidas de descansarem por conta dos ruídos de algum estabelecimento próximo.

Se você é dono de um bar ou de um restaurante, saiba que existem maneiras de oferecer música ao vivo sem interferir na paz de quem mora ao redor. Saiba mais sobre esse assunto a seguir:

O que a lei diz

A lei nº 3.688, criada em 23 de outubro de 1941, diz:

Art. 42. Perturbar alguém o trabalho ou o sossego alheios:

I – com gritaria ou algazarra;

II – exercendo profissão incômoda ou ruidosa, em desacordo com as prescrições legais;

III – abusando de instrumentos sonoros ou sinais acústicos;

IV – provocando ou não procurando impedir barulho produzido por animal de que tem a guarda:

Pena – prisão simples, de quinze dias a três meses, ou multa […].

Caso haja denúncias de moradores sobre incômodo causado pela atividade musical, o bar ou o restaurante poderá ser impedido de continuar a oferecer música ao vivo.

Porém, há formas de corrigir a situação e oferecer a atividade sem incomodar os vizinhos. Confira:

Maneiras de não incomodar com a música ao vivo

1. Invista em um sistema de isolamento acústico

Não deixar o som sair do seu bar ou do seu restaurante é uma das alternativas para driblar o incômodo que a música poderá causar para os seus vizinhos.

Há empresas que oferecem o serviço de isolamento acústico para evitar que haja poluição sonora. Ligue para algumas, faça orçamentos e eleja a melhor solução para a situação do seu estabelecimento. Depois, faça o teste com seus vizinhos.

2. Ofereça as atrações em horário comercial

Uma alternativa que muitos donos de bares e de restaurantes estão implementando é oferecer as atrações de música ao vivo em horário comercial, de segunda a sábado. Assim, o seu negócio não perturbará os vizinhos, já que os músicos tocarão em um horário que é permitido por lei.

3. Converse com os moradores da região

Ao sinal de qualquer reclamação ou até mesmo antes de oferecer a música ao vivo, é aconselhado entrar em contato com os moderadores da região para chegar a um acordo que agrade ambas as partes. Em alguns locais, as reclamações são mais pelo teor da música do que pelo barulho em si.

Veja se, por exemplo, diminuir um pouco o som ou mudar o repertório musical agradaria os moradores da região. Uma conversa sincera é sempre uma boa alternativa para várias questõesCaso negativo, considere as 2 opções indicadas acima.

Seguindo essas dicas, você poderá continuar oferecendo música ao vivo em seu negócio sem incomodar os moradores das redondezas. Não respeitar as reclamações dos vizinhos pode trazer sérios problemas e prejuízos para o seu bar ou para o seu restaurante — algo que você certamente não deseja, certo?

E você, já enfrentou algum problema relacionado a música ao vivo em seu empreendimento? Como foi essa experiência? Deixe um comentário em nosso blog e compartilhe as suas ideias conosco!

Bruno é aficionado por tecnologia e por negócios, adora ver como essas duas coisas podem ser combinadas para melhorar a vida e as experiências das pessoas. Ele é engenheiro, "computeiro" e sócio do isyBuy, onde trabalha para que as pessoas parem de desperdiçar o que elas tem de mais precioso na vida: seu tempo