Ficar no vermelho pode acontecer com qualquer um. Seja por um gasto não planejado, acidente ou crise, todo negócio corre o risco de ficar devendo dinheiro. A única solução é melhorar o faturamento para sair do buraco.

Nessas horas, é preciso pensar em duas coisas: reduzir gastos e vender mais. É necessário saber em que áreas você pode otimizar o funcionamento, e repensar o planejamento do negócio.

Uma boa solução para esse problema é olhar para as inovações do mercado. E a maioria delas tem uma coisa em comum: o uso da tecnologia.

Nos restaurantes, não é diferente: você pode usar a tecnologia para melhorar a saúde do seu caixa e voltar a lucrar o mais rápido possível.

Dicas para economizar gastos

1. Sistema de pedidos e pagamento

Com um sistema como o isyBuy, você permite que o cliente faça os pedidos e efetue os pagamentos diretamente do celular. Isso possui vantagens diretas na economia de despesas: em primeiro lugar, evita desperdício de alimentos, uma vez que reduz erros na hora de fazer pedidos, pois elimina os famosos “papeizinhos”.

Esse sistema também diminui as tarefas dos funcionários, que não precisam anotar e levar os pedidos até a cozinha. Eventualmente, você pode reduzir sua folha salarial e economizar ainda mais.

2. Sistema de delivery com taxas mais baratas

Os aplicativos de delivery tradicionais cobram taxas altas, que nem sempre compensam o aumento das vendas que eles proporcionam. Utilizando outros sistemas, como o isyBuy, as taxas chegam a menos da metade de alguns concorrentes, e te dão uma margem de lucro maior sobre o produto.

Dicas para vender mais

3. Utilize redes sociais e o Google para divulgar seu restaurante

Divulgar no Facebook, Instagram e Google (Meu Negócio e outros) é barato e pode ter um retorno muito bom. Para isso, você precisa atualizar com frequência suas redes sociais e o próprio site do restaurante.

Você consegue atingir as pessoas no Instagram e Facebook postando fotos dos pratos, bebidas, do ambiente e promoções, por exemplo.

4. Participe de marketplaces

Estar presente em vários marketplaces é importantíssimo. Afinal de contas, se seu restaurante não estiver nos aplicativos, ele não será uma opção para os usuários.

Marque presença em marketplaces como o iFood e o isyBuy, por exemplo, e aumente as vendas de seu restaurante. Mas é preciso estar atento às taxas e se a cozinha do estabelecimento comporta o crescimento na produção.

5. Conheça seus clientes (CRM)

Você sabe o que é CRM? Sigla em inglês para “Gestão de Relacionamento com o Cliente”, ele foca nos consumidores para te ajudar a vender mais. Utilizando o CRM, você passa a conhecer melhor os hábitos de quem frequenta seu restaurante.

Por exemplo, você conhece os horários de maior frequência, os hábitos de consumo dos clientes e o que as pessoas mais gostam no seu estabelecimento. Além de adquirir essas informações de modo geral, você também pode conhecer os hábitos de clientes específicos.

Com o CRM, você pode criar promoções em cima dos hábitos desses clientes, além de melhorar o atendimento. Assim, você fideliza consumidores e melhora a imagem de seu restaurante.

Uma ferramenta que faz tudo isso

Existem diversos aplicativos e sistemas que solucionam os problemas que mencionamos nesse texto. Seja marketplace, sistema de pedidos, delivery ou CRM, você encontra várias empresas no mercado para te ajudar.

Entretanto, o isyBuy reúne todas elas em apenas um software. O consumidor pode abrir uma comanda digital em seu restaurante, fazer os pedidos (que vão direto para a cozinha) e pagar a conta utilizando o smartphone.

Ele também funciona como marketplace, com taxas inferiores às empresas tradicionais. Os clientes podem usar o isyBuy como delivery e até mesmo order ahead, quando ele pede e paga pela comida antes de chegar ao restaurante.

Já para os donos de bares e restaurantes, o isyBuy registra as informações dos clientes, funcionando como um sistema de CRM. Por meio dele, você pode gerenciar as promoções que faz para consumidores específicos.

Clique aqui e conheça melhor o isyBuy.

Bruno é aficionado por tecnologia e por negócios, adora ver como essas duas coisas podem ser combinadas para melhorar a vida e as experiências das pessoas. Ele é engenheiro, "computeiro" e sócio do isyBuy, onde trabalha para que as pessoas parem de desperdiçar o que elas tem de mais precioso na vida: seu tempo